italian passport

Registros Italianos e Unificação da Itália

Desde o início da nova República em 1866, o sistema Napoleônico de Registros Vitais Civis foi estabelecido em toda a Itália, e as autoridades da cidade foram nomeadas para registrar todos os nascimentos, casamentos e mortes entre todos os habitantes. No entanto, depois que o Papa Pio IX declarou a Doutrina da Infalibilidade papal e proibiu todos os fiéis católicos de participarem do sistema político como candidatos ou eleitores, isto criou uma crise de consciência existencial entre o Estado e a Igreja. 

Entre 1865 a 1880, em certas áreas da Itália, alguns registros genealógicos desse período revelam casos de casamento sendo registrados depois que o casal já tinha concebido vários filhos, portanto considerados ilegítimos. Finalmente, o casal era forçado a se casar novamente no rito civil e reconhecer seus “filhos ilegítimos” como seus. No entanto, isto só aconteceu nos registros civis, pois nos registros da paróquia, essa questão não ocorreu devido ao casamento ter sido registrado antes dos nascimentos dos filhos, portanto, não levantando nenhuma questão de legitimidade dos mesmos (Cole 1995).

Muitas turbulências políticas e religiosas ocorreram-se no início da Unificação Italiana em 1870. Em algumas áreas, os nascimentos e casamentos dos registros genealógicos foram muito afetados por causa do atrito entre a Igreja e o Estado. É muito importante que cada descendente italiano tenha um entendimento básico desses fatos históricos para entender melhor a complexidade de certas regiões da Itália pre-unificada e como esses desafios políticos e religiosos interferiram com alguns registros civis e genealógicos daquele período.


Fatos Históricos…

Quando a Itália uniu-se novamente aos seus limites geográficos anteriores após a derrota de Napoleão em 1815, a Lombardia, Venezia, Modena, Toscana e Parma ainda estavam sob o controle da Áustria. O Reino das Duas Sicílias, no sul, abaixo de Roma, retornaram aos Bourbons, e os Estados Papais foram devolvidos ao Papa.

Em 1850, o latim era a principal língua escrita. A língua italiana foi derivada do dialeto da Toscana, e o movimento para unificá-la foi liderado por Alessandro Manzoni em seu romance I Premessi Sposi (Os Noivos) e na poesia de Giacomo Leopardi. Ambos fizeram grandes esforços para criar a base da língua italiana. Mesmo assim, estima-se que, na unificação da Itália em 1870, que aproximadamente apenas 160.000 da população de quase 20 milhões de pessoas falassem italiano (Smith 1969).

Na década de 1830, Giuseppe Mazzini, um ex-Carbonari iniciou o movimento de uma Itália Unificada. Este movimento tornou-se muito popular entre as classes mais humildes. Embora o mesmo não tenha durado muito tempo, o mesmo facilitou os movimentos de Giuseppe Garibaldi e Camilo Benso di Cavour logo em seguida.

Após três tentativas de Guerra na Independência contra a Áustria, finalmente, em 1866, a Venetia foi anexada com sucesso à Itália, seguida por Roma em 1870, que também se tornou a capital da nova República Unificada.

Como parte desta nova Constituição, a religião Católica Romana foi declarada a religião Oficial da Itália e o Vaticano declarou-se um estado separado e independente dentro de Roma. O papa passou a receber agora uma renda anual do tesouro do estado igual à obtida anteriormente nos estados papais.

All Comments:

  1. Alberto Oljvueri

    outubro 16, 2019

    Meu triavô Bartolomeu Olivieri de Voltaggio fez parte dos primeiros movimentos para a unificação da Itália na Ligúria . Foi deportado para a Bahia juntamente com 200 famílias italianas em 1836

    • Bom dia Alberto,

      Que bom que seu trisavo fez parte de um movimento tão importante na Itália.
      Grato pela informacao,
      Abraco,
      Andre Celotto

Your Comment:

Related Posts

italian popular surnames genealogy

16

out
Cidadania Italiana, Italian Genealogy, Italian History, Uncategorized

Sobrenomes vindos de Nomes Pessoais e alterações de Sobrenomes da Emigração Italiana

Desde o início da história, os nomes eram usados ​​para identificar indivíduos, mas raramente um nome de família era incluído. Mesmo os judeus, que acredita-se terem sido os primeiros a colocar ênfase nas linhas familiares e genealógicas, geralmente não conseguiam identificar permanentemente uma linhagem familiar por um sobrenome. Os italianos geralmente não usavam sobrenomes, mais com o […]

06

out
Novidades

Nosso CEO Andre Celotto, concluiu suas Certificações Postnomial em PLCGS

Eu tenho estudado no Instituto Nacional de Estudos Genealógicos nos últimos quatro anos. Esta semana, recebi minha nota final no curso de Programa de Mentoria em Análises e Habilidades Parte 3, este foi o último dos meus 40 cursos exigidos para receber o PLCGS (Certificado de Aprendizagem Profissional em Estudos Genealógicos). Neste estudo aplicado, completei meus Certificados[…]

italy italian flag

22

set
DNA Testing

Como sua Árvore Genética está relacionada a sua Árvore Familiar usando-se apenas o DNA para identificar sua Herança Familiar?

Quando você realiza um Teste de DNA usando qualquer um de nossos afiliados MyHeritage, Living DNA ou FindMyPast, a análise dos segmentos de DNA que você compartilha com outras pessoas poderá indicar as seguintes possibilidades de relacionamento: Pais Criança Neto Avô Tio/ Tia 1º Primo 1º Primo uma vez removido 1º Primo removido duas vezes Bisavô Tio-avô[…]