Andre Celotto Family Italian Citizenship Tree

Como Eu Consegui Minha Cidadania Italiana

Em 1998, antes de descobrir minha paixão por Genealogia, eu estava apenas tentando construir minha Arvore Genealógica. Sempre fui interessado em saber de onde meus ancestrais Italianos vieram, assim como, os fatos históricos dessa incrível jornada ao Brasil. Essa paixão, direcionou-me para minha Cidadania Italiana que foi adquirida em 2010.

A JORNADA DA FAMILA “CELOTTO” DE 1701 NA ITALIA A 1969 NO BRASIL

Depois de encontrar os registros de Casamento e Obito de meu bisavô materno nos Arquivos do Brasil, confirmei, que era realmente Italiano e da Provincia de Treviso. Esse foi o começo de um longo processo de descobertas Genealógicas e fatos Historicos da Família Celotto.

Eu estava muito determinado a pesquisar os fatos de BMD (Nascimento, Casamento e Obito) de meus ancestrais, portanto, enviei um e-mail a todas as Comunes da Província de Treviso solicitando a Certidão de Nascimento (Certificato di Nascita) do meu bisavô Domenico Celotto. Depois de oito longos meses de espera, fiquei emocionado ao receber "THE HAPPY NEWS" via  correio, que de fato Domenico nasceu na Província de Treviso. Assim sendo, já havia descoberto os registros de Nascimento, Casamento e Obito com datas e local de meu direto ancestral Italiano. A medida que a pesquisa começou a crescer, decidi re-direcionar os estudos, e ao invés de pesquisar apenas a minha Árvore Genealogica, também foquei-me em obter minha Cidadania Italiana e Passaporte através do “Jus Sanguinis ou “Direito  Sanguineo”.

Atraves da pesquisa no “Memorial do Imigrante de São Paulo” (arquivos on-line), localizei o nome de meu bisavo Domenico Celotto e seu documento de Imigracao ao chegar ao Brasil em 1888. Assim sendo, estas informações confirmaram os dados do registro de Casamento de Santo e Santa Zava em 1899, e seu irmão Giuseppe Celotto e Regina Zanco.  O registro do Memorial do Imigrante, também forneceu-me as idades dos nomes acima citados ao registrarem sua chegada no Porto de Santos em São Paulo.

 Como nenhum dos meus parentes ainda vivos jamais tinham ovido falar dos nomes Santo, Santa, Giuseppe (Jose) e Regina; retornei as pesquisas Genealogicas, no entanto, com pouquíssima informação em mãos a respeito dos mesmos. O único dado que tinha, era uma foto tirada em 1905 que incluía toda a Família Celotto: Santo (Tataravo), Santa (Tataravo), Domenico (Bisavo), Luigia Tognon (Bisavo) e Orlando Celotto (Avo), com apenas 4 anos de idade. A conclusão desta pesquisa localizou os registros de Obito de Santa Zava (1908), Santo Celotto (1925) e Luigia Tognon (1965). Depois de horas sem dormir e muito empenho como pesquisador amador, documentei todos os resultados e adicionei cuidadosamente as informações à minha Árvore Familiar. Assim sendo, usei o mesmo sistema metodologico de arquivo para todos os outros estudos realizados, tanto da minha linha Materna como Paterna.

Como eu não estava mais morando no Brasil em 2010, solicitei minha Cidadania Italiana através  do Consulado Italiano de Toronto. O mesmo processo no Brasil estava levando cerca de 15 anos para ser finalizado, portanto optei pelo mesmo via Canada. Felizmente em Toronto, o mesmo  apenas levou três meses para ser concluido. 

Minha pesquisa Familiar foi minha primeira experiência e exposição ha indústria Genealogica a qual apaixonei-me. Em retrospectiva, com relação a esse meu primeiro trabalho realizado como pesquisador amador, sou imensamente orguloso. Pois, consegui atingir o meu objetivo maior que era me tornar oficialmente um Cidadão Italiano com Dupla Cidadania. Resultados incríveis foram descobertos nessa jornada e muitos fatos históricos da minha família hoje estão catalogados, preservados e devidamente documentados, graças à minha pesquisa Genealogica. Ao compartilhar minha paixão através da Celotto Serviços de Genealogia, somos capazes de ajudar inúmeros clientes de toda parte do mundo; a também, alcançar seus próprios sonhos e objetivos. 

Em Memoria a meu Pai Leonardo (Nardao) que pacientemente acompanhou-me nesta jornada Brasileira.

Your Comment:

Related Posts

italian popular surnames genealogy

16

out
Cidadania Italiana, Italian Genealogy, Italian History, Uncategorized

Sobrenomes vindos de Nomes Pessoais e alterações de Sobrenomes da Emigração Italiana

Desde o início da história, os nomes eram usados ​​para identificar indivíduos, mas raramente um nome de família era incluído. Mesmo os judeus, que acredita-se terem sido os primeiros a colocar ênfase nas linhas familiares e genealógicas, geralmente não conseguiam identificar permanentemente uma linhagem familiar por um sobrenome. Os italianos geralmente não usavam sobrenomes, mais com o […]

06

out
Novidades

Nosso CEO Andre Celotto, concluiu suas Certificações Postnomial em PLCGS

Eu tenho estudado no Instituto Nacional de Estudos Genealógicos nos últimos quatro anos. Esta semana, recebi minha nota final no curso de Programa de Mentoria em Análises e Habilidades Parte 3, este foi o último dos meus 40 cursos exigidos para receber o PLCGS (Certificado de Aprendizagem Profissional em Estudos Genealógicos). Neste estudo aplicado, completei meus Certificados[…]

italian passport

29

set
Cidadania Italiana, Italian History

Registros Italianos e Unificação da Itália

Desde o início da nova República em 1866, o sistema Napoleônico de Registros Vitais Civis foi estabelecido em toda a Itália, e as autoridades da cidade foram nomeadas para registrar todos os nascimentos, casamentos e mortes entre todos os habitantes. No entanto, depois que o Papa Pio IX declarou a Doutrina da Infalibilidade papal e proibiu todos[…]